æTudo sobre Motocross5ª Edição do Jump Festival: FMX e Moto Wheeling

IF

Uma variação do Motocross, o Free Style Motocross (FMX) leva ao limite a habilidade de controlar a moto em saltos de beleza plástica impressionante. Mais do que um esporte, a modalidade encanta multidões em todo o mundo pela sua técnica quase artística de desafiar os limites da gravidade e da coragem. E não foi diferente neste domingo, no quarto  e último  dia de programação da quinta edição do Jump Festival, que está sendo realizado no Ginásio Poliesportivo de São Bernardo do Campo (SP).

Com atraso de um dia por conta da chuva que atingiu a região do Grande ABC Paulista entre sexta-feira e sábado, oito pilotos do FMX entraram em cena para definir o campeão do FMX. Com um formato de competição que dividiu os atletas em grupos de quatro, e depois reuniu os dois melhores de cada chave em uma espécie de Super Final, quem se deu melhor foi Marcelo Simões. O competidor conquistou 77,3 pontos e conquistou o título da modalidade.

“Deu tudo certo, como eu queria. Quando chegamos aqui na área de competição, o tempo estava fechado e achamos que voltaria a chover. Mas São Pedro deu uma força”, brincou o campeão. “O vento atrapalhou um pouco a minha segunda volta, mas consegui encaixar as manobras que pretendia e fiquei muito feliz com o título” comemorou.

O vice-campeão do FMX na quinta etapa do Jump Festival foi Jeff Campacci, que somou com 76,01 pontos. Completaram a relação dos melhores pilotos: Gian Bergamini, em terceiro (66,3); e Pedro Nougalli, em quarto (55).

Arena FMX
Na participação do FMX (Freestyle MotoCross) no Jump Festival, a pista foi um show à parte. Foram duas recepções de terra, sendo uma simples (‘single’) e uma tripla (‘mega’). As rampas de lançamento eram cinco, incluindo uma ‘super kicker’ (que lança os atletas mais alto) e uma rampa de terra (mais técnica). Além disso, uma parede (‘wallride’) proporcionou manobras que lembram movimentos do surf (‘batidas’) e um caixote (‘funbox’) onde os competidores executaram outras manobras, como empinar a moto ou andar apenas com a roda da frente.

FMX Best Whip Ogio

Na mesma Arena onde foi realizada a final do FMX, ainda houve a disputa do FMX Best Whip Ogio neste domingo. A disputa se baseou em diferentes manobras de torção da moto que os pilotos executaram, arrancando aplausos arquibancadas. O vencedor foi novamente Marcelo Simões. “Entrei para ganhar e estou muito contente por levar dois troféus pra casa. Mas também achei que o Fernando (Daud) foi muito bem. Ele está de parabéns”, disse o vencedor.

Moto Wheeling

Fechando a programação das motos na quinta edição do Jump Festival, o Ginásio Poliesportivo de São Bernardo do Campo ainda abrigou neste domingo uma competição de Wheeling. Na disputa, o que esteve em jogo foram as manobras executadas no solo, sem obstáculos, com motos acima de 600 cm³ de cilindrada. Lucas Jorge (“Luquinhas”), de Campinas (SP), foi o campeão. Ivan Rodrigues (“Pokemon”) foi o vice, e Cesar Augusto (“Geida”) terminou na terceira colocação.

“A estrutura do campeonato foi realmente muito boa, de nível internacional. Tivemos sorte de não chover hoje (domingo). O Moto Wheeling rola na chuva, mas fica muito mais difícil para fazer as manobras. Estou muito feliz pelo título no Jump Festival”, comentou o campeão, de 24 anos.

(fonte:FINALSPORTS)