æTudo sobre MotocrossRAIO X Red Bull 2010

Colocando em perspectiva os primórdios do FMX, antes mesmo do termo que define a modalidade como a entendemos hoje ser cunhado, o que existia era um movimento de pilotagem essencialmente livre, o freeriding. Com a evolução das competições, as exposições dos saltos em terreno natural se restringiram a ocasiões bastante específicas. Fundir estas duas vertentes, explorando o que cada uma tem de melhor, é o conceito que norteia o Red Bull XRAY. Idealizado por Robbie Maddison, anualmente, a competição ocorre em Picton, Sul de Sidney, Austrália. Todavia, conhecer profundamente o projeto não implica numa vantagem absoluta, conforme mostrou o vencedor Taka Higashino, ao empurrar Maddison para o segundo lugar no Freestyle. No Speed &S tyle, a vitória ficou com Robbie Marshall.

Ao longo de suas quatro edições o Red Bull XRAY passou por um processo evolutivo. Inicialmente, o ambiente de competição era basicamente uma série de grandes saltos naturais, a maioria com mais de 30 metros. A predominância dos lançamentos de terra, que caracteriza o evento, foi mantida, contudo, outros elementos se integraram à paisagem. Saltos menores, seções que exigem mudanças no eixo da moto durante o voo. A pilotagem pura é premissa fundamental. O próprio formato foi ajustado, passando da disputa por equipes para o confronto homem a homem.

Algo que intensifica um dos aspectos mais interessantes do evento, colocar lado a lado jovens e pilotos já consagrados, tanto nas manobras quanto nas corridas. Absorção de experiência e exposição pela presença numa competição de feitio único são outros pontos fortes. Jarred McNeill, a sensação no Best Whip dos X Games 16, comprova a tese. Ano passado terminou em terceiro no Freestyle e venceu o Speed & Style Assim, como sugere o nome, o XRAY também pode funcionar como raio-X da cena australiana.

Após uma série de disputas, Taka Higashino e Robbie Maddisson chegaram à decisão no Freestyle. Por sinal, uma repetição dos finalistas de 2009. Entretanto, desta vez o desfecho foi inverso, com Higashino em primeiro e Maddison em segundo. Um duelo parelho, com diversas combinações de backflip encaixadas no traçado desafiador, onde um salto a mais e o estilo do japonês foram fatores determinantes. “Estou bem cansado, pilotamos muito nos últimos três dias, mas foi bastante divertido. ‘Maddo’ me proporcionou um grande desafio, estou feliz por ter vencido” disse Higashino.

Mesmo ocupando a segunda colocação, Maddison estava satisfeito com o resultado geral do evento. “Mais uma vez tudo transcorreu bem. É inacreditável a quantidade de fãs que vieram torcer por nós” comentou Maddison. Nada menos que 15 mil espectadores compareceram ao Razorblade Ranch. O australiano também congratulou a conquista de Higashino: “Pilotei muito com Taka no último ano, estou feliz que ele tenha vencido”.
Ainda no Freestyle, o norte-americano Brody Wilson, que estreava no XRAY, terminou na terceira posição, à frente do medalhista de ouro nos X Games Best Trick 2010, Cameron Sinclair.

No Speed & Style, prova que combina velocidade às manobras, Robbie Marshall conquistou a primeira colocação. Aliás, modelo que se enquadra perfeitamente ao seu histórico. Apesar de contar com menos notoriedade se comparado a alguns de seus compatriotas, no começo dos anos 2000, quando ainda era um adolescente, Marshall conquistou resultados impressionantes em eventos representativos na Austrália, como os Extreme Games. O mesmo nas corridas, onde defendeu equipes oficiais e fez incursões pelos Estados Unidos. Curiosamente, a aptidão para ambas as condições dividiu sua concentração, ofuscando seu verdadeiro potencial. Marshall segue transitando pelos dois mundos, e com o crescimento do Speed & Style pode emergir como uma figura expressiva.

Retornar ao lugar mais alto do pódio deixou Robbie Marshall extremamente feliz. Mas é claro, os cinco mil dólares destinados ao campeão também colaboraram para aumentar o sorriso no rosto do australiano. Taka Higashino foi o segundo, com o racer Daniel McCoy em terceiro. Bom resultado para McCoy, especialmente considerando que seu avanço na prova se deu em razão da desistência de Maddison após a primeira fase. Por sinal, um título que o mentor do Red Bull XRAY ainda não possui. Mas esta foi apenas a segunda vez que o Speed & Style esteve presente. Quem sabe em 2011.

Freestyle
1. Taka Higashino
2. Robbie Maddison
3. Brody Wilson
4. Cameron Sinclair
5. Robbie Marshall

Speed & Style
1. Robbie Marshall
2. Taka Higashino
3. Daniel McCoy
4. Tye Simmonds
5. Cameron Sinclair

(fonte:ESPN)