æTudo sobre SurfPolêmica em bateria de Adriano Mineirinho no US Open 2010

Um prêmio de 100 mil dólares dá uma motivação extra para qualquer competidor, quando falamos do mundo do surfe, 100 mil significa quase três vezes o que se ganha em uma etapa da elite do surfe mundial.
Todos querem levar a bolada para casa, mas apenas um surfista terá este privilégio. Mas este surfista terá que passar por um longa maratona de baterias.
Adriano de Souza “Mineirinho” estava bem em sua maratona pessoal, em 2009, Adriano havia eliminado Kelly Slater nas quartas, este ano também aparentava que tudo iria muito bem para o brasileiro, após ficar na cola de Slater indo  para as oitavas de final e ficar bem colocado no ranking da ASP em 2010.
Mas uma prioridade acabou por mudar o destino de Adriano no US Open, esta prioridade estava nas mãos de Granger Larsen, que remou para uma onda faltando menos de uma minuto para o término da bateria, tudo parecia que a favor de Adriano Mineirinho.
Mas por uma decisão dos juízes a prioridade voltou para as mãos de Granger que logo em seguida achou uma boa onda e virou a bateria.
Adriano ainda respondeu em uma onda um pouco menor, saiu da água com a sensação de ter vencido a bateria, mas após alguns minutos veio a surpresa: Adriano estava fora da competição.
Irritado, Adriano foi direto para a área dos atletas sem conversar com a imprensa, a decisão dos juízes mudou o destino da bateria e acabou com o sonho de Adriano Mineirinho chegar a final do US Open de Surfe.

O surfista local Brett Simpson, pelo segundo ano consecutivo, venceu o US Open of Surfing e levou para casa a bolada que a competição oferece. Derrotando o atual líder do ranking mundial, Jordy Smith pelo placar de 13.97 a 8.33 pontos, Simpson provou que o conhecimento do pico muitas vezes valem mais. E como valem mais. Com a vitória Brett embolsou 100 mil dólares na etapa PRIME do WQS, quase o dobro da premiação de uma etapa do WT.
Em ondas de cerca de 1 metro e surfando em casa, Brett Simpson teve muita consistência e desde o começo do campeonato pensava em como repetir a vitória do ano passado. “É muito difícil se manter focado e surfar bem, pois são muitas baterias. Com sorte eu consegui passar e tentei não me preocupar muito com os pontos e com a premiação, e foi assim que consegui surfar ainda melhor. Estar em casa, com muitos amigos e família ajuda muito também. Vencer duas vezes seguidas é inacreditáve. É incrível vencer esses caras”, disse Brett Simpson. “Eu acho que essa é a minha melhor chance de competir contra eles e eu conheço a onda muito bem, estou em casa, então eu entro no mar e fico confiante. Eu sei quais ondas pontuam melhor e isso é o que se pode fazer quando se compete com esses caras”.

Resultados do US Open of Surfing:
1 – Brett Simpson (USA) 13.97
2 – Jordy Smith (ZAF) 8.33

Resultado das semifinais do US Open of Surfing:
SF 1: Jordy Smith (ZAF) 13.00 def. Mick Fanning (AUS) 12.80
SF 2: Brett Simpson (USA) 13.37 def. Kelly Slater (USA) 13.33

(fonte:ESPN)