æTudo sobre SurfRip Curl Pro em Peniche

Mineirinho perde nos últimos 30 segundos e está eliminado

Até os 30 segundos finais Adriano de Souza Mineirinho estava classificado para o terceiro round da competição. Ele só não contava com a entrada de uma série que tirou a oportunidade do brasileiro de continuar vivo nas disputas.

Apesar do esfrço de Mineiro para pressionar o adversário que estava com a prioridade, Dean Morrison pegou uma ótima onda da série e marcou 8.0 pontos para virar a bateria. Mineiro não escondeu a insatisfação enquanto saia da água.

Agora, o único representante brasileiro no Rip Curl Pro é Jason André

Baterias Anteriores

Logo depois de Kelly, líder do ranking, confirmar sua presença nos próximos rounds contra Bruno Santos, foi a vez do vice líder o fazê-lo. Jordy Smith venceu o wildcard Marlon Lipke e garntiu sua vaga na próxima fase.

Como já é característico dele, para o “menino maluquinho” é tudo ou nada. Ele passou a maior parte da terceira bateria do round 2 tendo pegado apenas duas ondas com valores abaixo dos 2 pontos, enquanto seu adversário bombava o placar com oito notas expessivas.

Faltando cinco minutos para terminar ele ainda acertou um aéreo reverso, mas continuou precisando de mais de 8 pontos para continuar no campeonato. Não conseguiu e Travis Logie ainda pegou o tubasso para sair confirmando sua vitória.

Jadson impecável, já Bruno Santos perde para Kelly


Jadson André foi simplesmente impecável na última bateria do round 1 do Rip Curl Pro em Peniche, Portugal. O brasileiro protagonizou uma briga homem a homem contra Andy Irons apesar de Patrick Gudauskas estar presente na disputa.

Jadosn pegou uma duzia de tubos para acabar de vez com a dúvida sobre seu desempenho em mares maiores e cavados. Mas Andy respondeu todo o tempo à altura. A diferença final de pontos foi de 0,20. Já Pat não assustou. Com a vitória, Jadson segue direto para o terceiro round, enquanto seus adversários terão que disputar a repescagem.

Logo depois do roockie Jadson bater o três vezes campeão mundial Andy Irons, foi a vez do brasileiro Bruno Santos, convidado para o evento, tentar bater o nove vezes campeão mundial Kelly Slater. Mas essa era a primeira bateria do segundo round e quem perdesse seria eliminado. Claro, que o careca que está perseguindo o seu décimo título não deixaria barato, e não deixou.

Os dois já haviam se encontrado na primeira disputa no round 1 junto com Tom Whitaker. Kelly não conseguiu se classificar direto para o round 3 na ocasião, mas o fez contra Bruno na repescagem. A derrota significa um adeus ao brasileiro Bruno Santos, que vez em quando aparece nas etapas tubulares do tour dos sonhos.

(fonte:ESPN)